Gisele Nallini

 

d2a20e_021bf3d435cf63fa4a84c57372c3efd4.jpg_srz_364_269_75_22_0.50_1.20_0

Mestre em Ciências da Religião, com estudos focados na relação teatro – cinema –religião, tendo como foco principal os espetáculos da saga OS SERTÕES, produzidos e dirigidos por Zé Celso Martinez Corrêa – 2012, PUC/SP. Bacharel em Comunicação das Artes do Corpo, com habilitação em teatro e dança – 2009, PUC/SP.

Desenvolve pesquisa baseada nos estudos de Klauss Vianna, tendo como ponto focal os trabalhos da bailarina Zélia Monteiro, onde aprofunda a abordagem da qualidade dos movimentos em matrizes interdisciplinares.
Preparadora Corporal na Canela Produções, onde ministrou aulas de corpo e preparou os atores para trabalhos específicos em workshops idealizados pela atriz Lúcia Veríssimo e o ator André Grecco.

Em teatro atuou em espetáculos como Lygia em Cena – Adaptação dos contos de Lygia Fagundes Telles, direção de Sergio Ferrara; Reflexos de Gerações – Teatro Musicado, direção Patrícia Teixeira; A Peste – Baseado na obra de Albert Camus, A Tempestade – de Willian Shakespeare e A Queda para o Alto, com direção de Alexandre Ferreira e Jeferson Primo; Fragmentos de Chico Buarque: Ópera do Malandro e Os Cegos – Um ato baseado em Brueguel, direção de Carlos Pasqualim;

Em cinema atuou em Bróder, com direção de Jeferson De e Corpos Celeste, direção de Marcos Jorge e no curta metragem Travessias, de Lucca Martins. Foi assistente de direção na Companhia de Artes Vagalume e na Companhia Coexistir de Teatro.
Em dança realizou seu projeto final com o espetáculo Entre.Tantos, com direção de Zélia Monteiro e em Homenagem a Luiz Gonzaga, com o Grupo Mais Maria do que Zé.

Desenha, monta e opera iluminações cênicas, onde teve a oportunidade de trabalhar no espetáculo Sem pensar, com direção de Luiz Villaça; Os Sete Gatinhos e 17X Nelson, com direção de Nelson Baskerville; O Beijo no Asfalto, com direção de Marco Antonio Braz, Usufruto, com direção de José Possi Neto, Guimpel – O Bobo, com direção de Francisco Medeiros, CRTL +Z, com direção de Miriam Rinaldi; Celebração, com direção de Eric Lenate; Pamonha e Panaca, com direção de Ernesto Piccolo; entre outros.
Também realiza trabalhos na área de publicidade e propaganda e performance.