Em televisão arriscar é verbo conjugado em grupo, nem sempre com garantia de sucesso. Mas eu sempre gostei de arriscar.

Foi arriscando, que aceitei dirigir o núcleo de teledramaturgia na TV Globo, escalando o jovem Jayme Monjardim para diretor geral da novela “Sinhá Moça”, contra todos os prognósticos da direção da emissora. Um sucesso.

Arriscando ainda, mais tarde, já na TV Manchete, convidei Monjardim para assumir a direção artística da emissora. Produzimos então – “Kananga do Japão”, “Pantanal” , “Ana Raio e Zé Trovão”.

Em 1994, , novamente mudei de endereço, convidado a reativar o núcleo de teledramaturgia do SBT. Desse trabalho resultaram 4 novelas entre elas a vencedora do Troféu Imprensa de 95 – “Éramos Seis”.